Pouca água no curso do rio já revela as consequências das reduções de vazão ocorridas em Itupararanga

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Sem precisar andar muito, quem percorre apenas um pequeno trecho do passeio às margens do Sorocaba já pode perceber um fino curso d’água seguindo lentamente. Neste período de seca, já considerada a maior da história, as sete reduções de vazão que ocorreram nos últimos meses na represa de Itupararanga demonstram claramente que o reservatório (sinalizando um índice de menos de 817,45 metros sobre o nível do mar) já atingiu o seu volume morto. Abaixo deste índice a água é considerada imprópria para o consumo.

Crise hídrica chega a Itupararanga e represa apresenta níveis de água próximos do volume morto  

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Com a escassez de chuvas, a represa de Itupararanga chega em outubro apontando os menores níveis de recursos hídricos e um alerta ecoa: pode faltar água! Se não chover, o volume existente poderá não ser o suficiente para as cidades abastecidas pelo rio Sorocaba, nem até o fim do ano.  

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: